PRA REFLETIR

Não existe um caminho para a paz, a paz é o caminho.
Mahatma Gandhi

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

FORQUILHA SEDIOU ENCONTRO DA MAÇONARIA EM SESSÃO ESPECIAL NA CÂMARA MUNICIPAL

O Grão Mestre José Ilário de Sousa do Grande Oriente do Brasil Ceará, e o Sereníssimo Grão Mestre da Grande Loja Maçônica do Estado do Ceará, Etevaldo Barcelos Fontenele estiveram reunidos neste último dia 06 de novembro de 2010 em Sessão Especial de entregas de títulos de reconhecimento Maçônico ao Prefeito Municipal de Forquilha Edmundo Rodrigues Junior e ao presidente da Câmara Municipal Vereador Otalicio Guimarães Loiola. Naquela ocasião também foi entregue o titulo de Benemérito da Ordem Maçônica ao Grande Inspetor Geral do Grão 33 Manoel Juarez de Siqueira. A mesa dos trabalhos foram composta das seguintes autoridade: Grão Mestre do GOB-CE, José Ilário de Sousa; Sereníssimo Grão Mestre da GLMECE, Etevaldo Barcelos Fontenele; Prefeito Municipal, Edmundo Rodrigues Junior; Presidente da Câmara Municipal Vereador Otalicio Guimarães Loiola; Comandante do 3º BPM Tenente-Coronel Gilvandro Oliveira. A Casa Legislativa do povo forquilhense estava lotada de seus convidados e de outros representantes da sociedade de civil, que vieram prestigiar também a Sessão Solene da inauguração da Galeria de Fotografias dos Ex-presidentes da Câmara Municipal, sendo uma atitude do Vereador Otalicio Guimarães e seus Edis, de imortalizar aqueles que estiveram à frente da Presidência do Legislativo de nossa terra. Nas formalidades dos trabalhos Maçônicos aconteceu o momento da afabilidade dos Hinos: Nacional Brasileiro e da Bandeira alem de sua saudação. Os Governantes da Maçonaria cearense estavam acompanhados com seus obreiros que congrega suas obediências. De Sobral compareceram as delegações das Lojas Maçônicas: Deus e Fraternidade Sobralense Nº. 17 e Luz do Acaraú Nº.39 representadas pelos seus Veneráveis: José Osmar Costa e Luiz Antônio Aguiar Lima alem das delegações das Lojas Maçônicas do Planalto da Ibiapaba. O Delegado do 2º Distrito da GLMECE/Sobral Irmão Ismar Maciel dos Santos, com sua essência educacional fortaleceu a comitiva do Sereníssimo Irmão Etevaldo Barcelos. O Grande Inspetor Geral do Grau 33 Irmão Célio Cavalcante aproveitou aquele momento para juntamente com o Prefeito municipal e o Presidente da Câmara Municipal fazer a entrega do Livro Emancipação Política de Forquilha de autoria do Maçom Patriarca da Emancipação Abelardo Cavalcante de Vasconcelos ao Irmão Etevaldo Barcelos Fontenele Sereníssimo Grão Mestre da GLMECE. No momento da presente Sessão Maçônica, Forquilha entrou na vanguarda com Ato decretado pelo Grão Mestre do GOB-CE, José Ilário de Sousa que instituiu na forma das leis maçônicas a transferência da Sede do Grande Oriente do Brasil no Ceará, para o município de Forquilha. Encerrada a Sessão todos convidados se dirigiram as dependências do Buffet Baladas Clube onde aconteceu um Jantar Especial seguido de musica ao vivo com cantor cover do Tim Maia.
Enviado por Célio Cavalcante –MI 33 membro da ARLS Luz do Acaraú Nº. 39 com sede em Sobral.

Maçons vão a Santa Missa, em Caruaru

Esquerda p/direita: Walter Hisasi (Ven Mestre da Loja 25 de Dezembro), Padre Aloísio Guerra (Ven Mestre da Loja 13 de Maio), Antônio do Carmo (Grão-Mestre do GOIPE), Dom Dino Marchió (Bispo da Diocese de Caruaru), Adelson Chagas (Ven Mestre da Loja III Milênio), Abel Vieira ( MI Delegado do Grão-Mestre) A santa missa do 3º domingo de dezembro foi celebrada na Catedral da cidade de Caruaru por sua Excia Revdma DOM BERNARDINO MARCHIÓ, com a presença de maçons, todos paramentados, e cerca de 800 fiéis. Dom Dino é um santo sacerdote que vem dirigindo a Diocese de Caruaru, como Bispo Titular, admirado e querido por todos, em face da obra evangelizadora e humanista que tem desenvolvido. A Maçonaria tem muita estima por este Bispo desde que ele dirigiu a Diocese de Pesqueira/PE, onde o conheceu. Próximo a essa cidade, nasceu Dom Arcoverde, o 1º Cardeal do Brasil. Presentes delegações das Lojas Dever e Humanidade, Humanidade e Progresso, Esperança do Oriente, 25 de Dezembro, Grão-Mestre Jaime de Oliveira, Obreiros do Agreste e Cavaleiros da Sete Virtudes (Caruaru); 13 de Maio e Gonçalves Ledo (Recife); 24 de Junho (Bezerros); III Milênio (Toritama); 20 de Abril e Luz de Ororubá (Pesqueira); Vale do Ipojuca (Sanharó); Segredo e Verdade e Ven José Vilanova (Vitória de Santo Antão); Alpha Centauri e Trabalho e Firmeza (Gravatá). Terminada a celebração da Santa Missa, o Ir.: Antônio do Carmo Ferreira, na qualidade de Grão-Mestre do Grande Oriente Independente de Pernambuco, foi ao púlpito, de onde saudou Dom DINO Marchió e lhe concedeu a Comenda do Mérito Maçônico Pernambucano, perante cerca de 800 fiéis que lotaram a Catedral. Sua Excelência Reverendíssima (foto acima), com um pronunciamento de lindas palavras, agradeceu a distinção e denominou o evento de festa da alegria. Pois que as bênçãos do Grande Arquiteto do Universo nos mantenham sempre assim: alegres, unidos e felizes: como ensinou o Padroeiro: “Ut omnes unum sint”.

"Este artigo foi publicado na página 2 da revista Informabim nº 181."

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Homenagem de Cleber Vianna aos obreiros

Clique no vídeo para ouvir esta linda peça musical de autoria do Irmão Cleber Tomás Vianna, dirigida a todos os obreiros do universo. Postado por Glaucio Lima

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Dicas de alimentação saudável para os idosos

- Faça pelo menos três refeições (café da manhã, almoço e jantar) e dois lanches saudáveis por dia. Evite pular as refeições; - Inclua diariamente seis porções do grupo dos cereais (arroz,milho, trigo, pães e massas), tubérculos como a batata, raízes como mandioca/ macaxeira/ aipim, nas refeições. dê preferência aos grãos integrais e aos alimentos na sua forma mais natural; - Coma diariamente pelo menos três porções de legumes e verduras como parte das refeições e três porções ou mais de frutas nas sobremesas e lanches; - Coma feijão com arroz todos os dias ou, pelo menos, cinco vezes por semana. esse prato brasileiro é uma combinação completa de proteínas e bom para a saúde; - Consuma diariamente três porções de leite e derivados e uma porção de carnes, aves, peixes ou ovos. retirar a gordura aparente das carnes e a pele das aves antes da preparação torna esses alimentos mais saudáveis; - Consuma, no máximo, uma porção por dia de óleos vegetais, azeite, manteiga ou margarina; - Diminua a quantidade de sal na comida; - Beba pelo menos dois litros (seis a oito copos) de água por dia. Dê preferência ao consumo de água nos intervalos das refeições. - Torne sua vida mais saudável. Pratique pelo menos 30 minutos de atividade física todos os dias e evite o consumo de bebidas alcoólicas e o fumo.

terça-feira, 19 de outubro de 2010

Prédio da Maçonaria de Ubajara está em reforma

Os irmãos da Loja Maçônica de Ubajara, pioneira na Serra da Ibiapaba, está viabilizando a reforma da sede da Maçonaria. Situada na Avenida dos Constituintes, centro da cidade, a obra conta com a ampliação do salão de eventos, revitalização do telhado e da fachada, que receberá traços padronizados da arquitetura greco-romana, além do paisagismo da entrada. Cerca de 30% do valor total da obra foi doada pela comunidade maçônica do Estado do Ceará. Houve ainda a contribuição de membros nativos e inativos, além do poder público e comerciantes. A reforma do prédio da Maçonaria de Ubajara será um equipamento disponível como salão de eventos para a população. Segundo Lenon Soares de Araújo, Venerável da Loja Maçônica de Ubajara, a re-inauguração está prevista para o mês de junho.

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

MAÇONARIA PARTICIPA DAS COMEMORAÇÕES DOS 188 ANOS DA INDEPENDÊNCIA DO BRASIL EM SOBRAL

As comemorações alusivas ao Dia da Pátria contagiam a maioria dos brasileiros que vão às ruas comemorar seus 188 anos de sua Independência. Uma festa colorida com o verde, o amarelo, o branco e o azul. Esse movimento no Brasil, antes, foi marcado pelas rebeliões de emancipação, destacando-se a Inconfidência Mineira (falta de fidelidade ao rei), que culminou, em 21 de abril 1789, com a morte Joaquim José da Silva Xavier- “O Tiradentes”, que assumiu a responsabilidade de liderar o movimento. “Tiradentes” é considerado pelos críticos como sendo o maior maçom brasileiro. Nove anos depois da morte de “Tiradentes”, iniciava-se na Bahia a Revolta dos Alfaiates, ou a Conjuração Baiana, influenciada e organizada pela Loja Maçônica Cavaleiros da Luz, localizada em Salvador-BA. Foi um movimento mais intelectual e contou com o apoio das elites na época. Além do pacto colonial que assumiu um caráter republicano, todos esses eventos foram apenas o início do processo de independência política do Brasil. Afunilando o processo, o irmão D. Pedro, foi sondado para ficar no Brasil, pois sua partida poderia representar o esfacelamento do país. Com o apoio de D. Pedro, em torno do qual se concretizariam os interesses da aristocracia rural brasileira, foi feito um abaixo assinado de oito mil assinaturas e levado por José Clemente Pereira (presidente do Senado) ao irmão, em 9 de janeiro de 1822, o qual solicitava sua permanência no país. Cedendo às pressões, D. Pedro decidiu-se: "Como é para o bem de todos e felicidade geral da nação, estou pronto. Diga ao povo que fico". Mas tarde em uma “Sessão Magna” realizada na Loja Maçônica Comércio e Artes, no Rio de Janeiro, a qual contou com o apoio da imprensa contra a postura recolonizadora das Cortes, o irmão D. Pedro I, em 20 de agosto de 1822, a “golpe de malhete” sela definitivamente a Independência do Brasil. Portanto, é nesse dia que se comemora o Dia do Maçom no Brasil, porém o ato só foi levado ao público no dia “sete de setembro” de 1822, às margens do Riacho Ipiranga, em viagem de D. Pedro à cidade de São Paulo. Há oito anos a Maçonaria sobralense havia deixado de participar dos desfiles do Dia da Pátria, este ano, não, retornou com 64 pessoas, sendo oito samaritanas que promovem o “Sopão”, uma atividade filantrópica que distribui uma vez por semana uma sopa para 800... Pessoas de “baixa renda” dos bairros Sinhá Sabóia, COHAB I, parque Santo Antônio e Santa Rosa; 12 jovens da Associação Paramaçônica Juvenil-APJ e os demais componentes representaram os graus filosóficos e o simbolismo da “Ordem Maçônica”. O desfile contou com irmãos das cidades de Sobral, Massapé e Forquilha, além do Delegado do 2º Distrito da GLMECE/Sobral Irmão Ismar Maciel dos Santos e do Eminente Grão – Mestre do GOB-CE, José Hilário de Sousa, que representou a “Ordem Maçônica” no palanque junta às autoridades municipais e regionais presentes ao evento. Os desfiles de grupos armados, escolas, empresas privadas e entidades sociais. A concentrarão de estudantes, militares de todas as corporações (Polícia Rodoviária, Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros e Guarda Municipal, Ronda do Quarteirão, e Coordenação de Transito e Transporte Urbano), juntamente com outras pessoas que participara dos desfiles, no Boulevard do Arco, e seu ápice na Rua Menino Deus, ao lado do Teatro São João na Praça São João. Com início marcado para às 7h30, o desfile começou um pouco atrasado mas a espera valeu a pena, pois a população ficou emocionada com o show de cidadania apresentado pelos integrantes do desfile. Aqui registramos as Lojas Maçônicas que compareceram com alguns de seus obreiros: GLMECE – Luz do Acaraú Nº. 39; Deus e Fraternidade Sobralense Nº. 17; Segredo e Força da Acácia Nº. 76. Grande Oriente do Brasil no Ceará – Deus e Caridade III Nº. 1150; Deus União e Trabalho Nº. 1993; Liberdade Sobralense Nº.3039; Fraternidade Massapeense nº. 2852 e Segredo e Força da Acácia Nº. 2042 do Or. de Forquilha.
Enviado por e-mail pelo irmão Célio Cavalcante
Postado por: Glaucio Lima

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

III Encontros das Samaritanas

A cidade de Viçosa do Ceará estará sediando no próximo final de semana, nos dias 27 a 29 de agosto de 2010, o III Encontro Estadual das Samaritanas do Ceará, você não pode perder esse grande encontro.
Fale com o seu venerável, pegue sua ficha e faça sua inscrição.
Veja abaixo a programação completa:

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

GRÃO MESTRE INSTALA E EMPOSSA NOVOS VENERÁVEIS EM SOBRAL

O Sereníssimo Grão Mestre da Grande Loja Maçônica do Estado do Ceará, Irmão Etevaldo Barcelos Fontenele, instalou e empossou na última sexta feira, 06 de agosto de 2010, no Oriente de Sobral, cinco irmãos no cargo de Venerável Mestre eleitos para o biênio 2010-2012. Dos cinco novos Veneráveis, dois foram empossados: José Osmar Costa e Danilo Mendes de Araújo, das Lojas Maçônicas Deus e Fraternidade Sobralense nº 17 e da Loja Segredo e Força da Acácia Nº.76, respectivamente. Os outros três foram instalados: Luiz Antônio Aguiar Lima, da Loja Luz do Acaraú Nº.39, pertencente à Maçonaria sobralense, o irmão Francisco Vasconcelos Felix Neto, da Loja Deus e Fraternidade Martinopolense Nº. 131, do Oriente de Martinópole, além do obreiro Luiz Nunes Neto, da Loja Maçônica Acácia 20 de Agosto nº. 71, pertencente ao Oriente de Fortaleza. A comitiva da Grande Loja era constituída por quatro irmãos, sob a liderança do Sereníssimo Grão Mestre irmão Etevaldo Barcelos Fontenele, o qual conduziu com eloqüência e sabedoria os trabalhos da fraternidade Universal vivenciada entre irmãos. Os novos Veneráveis receberam do Sereníssimo Grão Mestre, além das orientações que compete o cargo, os Landmarks, a Constituição com os usos e costumes, ainda as Leis e os preceitos que regem a nossa Maçonaria. "Posse das diretorias das lojas maçônicas em Sobral" - Após tomarem posse em seus respectivos cargos, os Veneráveis Mestres, seguindo calendário oficial deram posse em Sessão Magna de Posse aos seus colaboradores. No Oriente de Sobral os obreiros tomaram posse no dia 09/08, na Loja Segredo e Força da Acácia Nº 76 e a Loja Luz do Acaraú Nº. 39, na última quarta feira dia 11/08, ficando assim constituída: Venerável Mestre Luiz Antônio Aguiar Lima; Primeiro Vice-presidente João José Sousa Nascimento; Segundo Vice-presidente Francisco das Chagas Aragão; Orador Francisco Expedito Vasconcelos; Secretário Márcio Costa Popsin; Tesoureiro Antônio Célio Mendes Cavalcante; Chanceler: Reinaldo Chaves da Silva. Não foi diferente com a Loja Deus e Fraternidade Sobralense Nº 17, que deu posse a sua diretoria nesta última sexta-feira, 13/08. O irmão Ismar Maciel, Delegado do 2º Distrito Maçônico funcionou como Mestre Instalador nas Sessões Magnas de Posse das três oficinas da Grande Loja no Oriente sobralense.

Enviado por e-mail pelo Ir.'. Célio Cavalcante MI 33º membro do quadro da Loja Luz do Acaraú Nº.39 com sede em Sobral. Postado por: Glaucio Lima

20 de agosto - Dia do Maçom

Historicamente afirmam que naquele ato, o grito de Independência ou Morte, oficializava o que já tinha acontecido em Loja Maçônica, no dia 20 de agosto, por conhecer perfeitamente os planos do Imperador Dom Pedro, o maçom Joaquim Gonçalves Ledo, proclamava a Independência do Brasil, por sinal, data esta, significativa para a Maçonaria Brasileira, quando se comemora o Dia do Maçom. Oficialmente festejamos a declaração da nossa Independência como tendo ocorrido em 7 de setembro de 1822; entretanto na realidade a nossa Independência já havia sido declarada a 20 de agosto de 1822, neste dia a maçonaria brasileira se reuniu e no documento chamado de manifesto de Gonçalves Ledo onde dizia “A natureza nos grita independência; a razão nos insinua, a justiça o determina, a gloria o pede. Resistir-se é crime; hesitar é dos covardes. Somos homens, somos brasileiros. Independência ou morte". Assim ao receber do mensageiro correspondências de Portugal e de José Bonifácio, Dom Pedro se inflama e ergue a sua espada e grita a celebre frase: “pelo meu sangue, pela minha honra, pelo meu Deus, juro fazer a liberdade do Brasil – Independência ou morte – laços fora soldados. Viva a Independência, a liberdade, a separação do Brasil", em seguida arranca de seu uniforme os laços que tinham as cores da bandeira de Portugal. A mais sublime de todas as Instituições é a Maçonaria, porque prega a luta pela fraternidade que cultiva com devotamento; porque pratica a tolerância, porque deseja a humanidade integrada a uma só família cujos seres estejam unidos pelo amor, dominados pelo desejo de contribuir para o bem do próximo. A Maçonaria é uma instituição que tem por objetivo tornar feliz a humanidade pelo amor, pelo aperfeiçoamento dos costumes, pela tolerância, pela igualdade, pelo respeito à autoridade e a crença de cada um. É também uma instituição capaz de levar o homem ao domínio da paz, da ordem e da felicidade. Ela é universal e suas lojas se espalham por todos os recantos da terra, sem preocupação de fronteiras e de raças. É também uma sociedade universal composta de homens de todas as raças, credos e nacionalidades, escolhidos por Iniciação. Tem por principio o Amor Fraternal, na esperança de que, com o amor à Deus, à Pátria, à família e ao próximo, o mundo alcance a felicidade geral e a paz universal. Reconhece a existência de um único principio criador supremo e infinito, que é Deus, o qual os maçons chamam de Grande Arquiteto do Universo. A maçonaria luta contra os filhos do mal que são a: ignorância, preconceito, superstição, fanatismo, iniqüidade, guerra, impiedade, toxicomania, depravação, corrupção, miséria, destruição ambiental, materialismo, busca um mundo melhor, de ecumenismo, liberdade, igualdade, tolerância, justiça, fraternidade, espiritualidade, componentes do Amor e da Felicidade. A todos os Maçons: PARABÉNS. Continuemos nossa missão em harmonia e fraternidade, sempre unidos.

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Maçonaria é Homenageada pelo dia do Maçom

A Assembleia Legislativa realizou na manhã desta quinta-feira (19/08), no Plenário 13 de Maio, sessão solene em comemoração ao Dia Nacional do Maçom, celebrado em 20 de agosto. A cerimônia foi solicitada pelo presidente da Casa, deputado Domingos Filho (PMDB), e rendeu homenagens aos grão-mestres do Grande Oriente do Brasil no Ceará e da Grande Loja Maçônica do Ceará. Domingos Filho ressaltou que os integrantes da Maçonaria sempre foram protagonistas na luta pela liberdade e democracia. Nas Américas, a batalha foi contra o colonialismo e na Europa contra o absolutismo. O parlamentar destacou a Revolução Francesa e a Independência Americana. O presidente do Legislativo cearense lembrou que importantes políticos cearenses também fazem parte da história da Maçonaria, como o ex-governador Paulo Sarasate e o ex-deputado Moises Pimentel. Conforme levantamento do Instituto de Estudos e Pesquisas para o Desenvolvimento do Estado do Ceará (Inesp) e do Memorial da Assembleia Legislativa do Estado do Ceará Deputado Pontes Neto (Malce), existe uma vasta lista de parlamentares cearenses membros dessa sociedade. Na história do Brasil, Domingos Filho citou o maçom José Bonifácio de Andrada e Silva, que ficou conhecido como o “patriarca da independência”, Dom Pedro I e Dom Pedro II, além do marechal Deodoro da Fonseca, proclamador da República. “Por todos esses exemplos, a maçonaria tem uma história exemplar e gloriosa merecendo aplauso pelo que fez e faz pela sociedade”, afirmou. A cerimônia contou com a presença do deputado Agustinho Moreira (PV), também maçom, e dos deputados Sérgio Aguiar (PSB) e Artur Bruno (PT). Outras personalidades do Estado que fazem parte da sociedade maçônica, participaram da sessão, como o general Torres de Melo e o presidente do Malce, ex-deputado estadual Osmar Diógenes. A cerimônia contou com a apresentação do Grande Coral Maçônico, que interpretou as músicas Praias do Ceará, Romaria, A Flor do Mamulengo, Asa Branca e Tiro ao Álvaro. Após a apresentação, os representantes da sociedade grão-mestre do Grande Oriente do Brasil no Ceará, José Ilário de Souza, e grão-mestre da Grande Loja Maçônica do Ceará, Etevaldo Barcelos Fontenele agradeceram a homenagem e retribuíram entregando uma placa comemorativa ao presidente Domingos Filho.
Fonte: Assembléia Legislativa

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

LOJA DEUS E CAMOCIM N° 1, COMEMORA 90 ANOS DE FUNDAÇÃO

Neste sabado (07 de agosto), a ARBLS DEUS E CAMOCIM N°1, comemorou seus 90 anos de fundação, que aconteceu no dia 28 de julho do corrente ano.
A festa de comemoração teve ínício as 19:00h, com a reinauguração do Salão de Banquetes Venerável Alfredo Othon Coêlho, que foi reformado na administração do Irmão José Glaucio de Lima, com apóio do Sereníssimo Grão Mestre Etevaldo Barcelos Fontenele e dos irmãos da Deus e Camocim.
Com a presença maciça dos irmãos teve início a reinaguração do Salão de Banquetes, tendo o Venerável Mestre José Glaucio de Lima, falado sobre "a importância da reforma do salão de banquetes e da utilização por parte dos irmãos nos eventos e momentos de lazer", logo em seguida foi feito o descerramento da placa pelos irmãos Etevaldo Barcelos Fontenele, Grão Mestre, José Glaucio de Lima, Venerável Mestre, e Edilson Veras Coêlho, Mestre Instalado e filho do homenageado, logo após a reinauguração foi servido um coquetel.
As 20:30 horas, no Templo Maçônico Venerável Mestre José Gildo Soares de Lima, foi dado início a sessão de posse da nova diretória das Lojas Deus e Camocim n° 1 e Acácia e Fraternidade Granjense n° 104, tomou posse pela Deus e Camocim os irmãos Francisco Alencar Martins para o cargo de Venerável Mestre, José Glaucio de Lima, 1° Vigilante e Marco Aurélio Rocha, 2° Vigilante, e Acácia e Fraternidade Granjense, foram empossados os irmãos Antonio Viturino Linhares de Oliveira no cargo de Venerável Mestre, Adriano Frota Teixeira, 1° Vigilante e Henrique Jorge Falcão, 2° Vigilante.
As 22:00 horas, no salão de eventos da Associação Comercial de Camocim, teve início o ágape fraternal, com a presença dos irmãos, cunhadas, sobrinhos e convidados. A palavra foi facultada aos Veneráveis empossados, Francisco Alencar Martins e Antonio Viturino Linhares de Oliveira, em seguida a Loja DEUS E CAMOCIM N° 1, foi homenageada, pelos 90 anos de fundação, com a leitura do seu histórico pelo o irmão Rembrandt de Matos Esmeraldo. Tendo os presentes cantado parabéns, acompanhado pelo irmão Machado no acordeão, logo depois foi cortado o bolo dos 90 anos.
Ao final o Sereníssimo Grão Mestre Etevaldo Barcelos Fontenele, parabenizou a Loja Deus e Camocim pelo 90 anos de fundação, e convidou os irmãos para o Baile do Maçom, no dia 21 de agosto, como também para o Encontro das Samaritanas, que neste ano será na cidade serrana de Viçosa do Ceará, nos dias 27 a 29 de agosto.

quarta-feira, 28 de julho de 2010

90 ANOS DA DEUS E CAMOCIM N° 1

Hoje 28 de julho de 1920 teve início a Loja Maçônica Deus e Camocim n° 1, Sob os auspícios do Grande Oriente e Supremo Conselho do Brasil, tendo presidido naquela ocasião a sessão o Irmão João Batista Gizzi. Após a lavratura do placet de regularização pelo oriente do Rio de Janeiro, veio ao oriente de Camocim, mais precisamente em 13 de novembro de 1921, uma comissão regularizadora. Presidida pelo Delegado do Supremo Conselho do Brasil, para dar regularização a esta oficina. Na oportunidade o Venerável Mestre Irmão João Batista Gizzi, convidou o irmão Delegado para presidir os trabalhos, tendo ocupado o cargo de 1° e 2° Vigilantes os Irmãos Alvaro Weyne e Octávio Ferreira, respectivamente. Usaram da palavra os Irmãos Alvaro Weyne, Érico de Paula, Couto Fernandes, todos versando sobre o acontecimento, sobretudo parabenizando o esforço do Irmão Gizzi, que de forma ousada havia fundado no seio de uma sociedade profana mais uma célula maçônica para congregar homens de valor e voltados à prática da virtude da benemerência. Logo após o encerramento da sessão regularizadora, na mesma data, ou seja 13 de novembro de 1921, foi realizada a primeira Sessão Magna de Iniciação ao seu quadro. Tendo na época iniciado seis profanos: João Batista Veras, José Carlos Veras, Alfredo Othon Coêlho, Francisco Menescal Carneiro, Francisco Nelson Pessoa Chaves e Horácio Pessoa.
No dia 07 de agosto os irmãos de Camocim e de outros orientes, irão comemorar mais um ano de história da Loja Maçônica DEUS E CAMOCIM N° 1.
O Serenissimo Grão Mestre ETEVALDO BARCELOS FONTENELE e sua comitivas já confirmaram presenças.
Na mesma data estaremos reinaugurando as novas instalações do salão de banquetes que leva o nome de Venerável Mestre ALFREDO OTHON COÊLHO.
Hoje a Loja Maçônica Deus e Camocim n° 1, conta com trinta e oito obreiros do quadro, tendo como Venerável Mestre José Glaucio de Lima e 1° e 2° vigilantes, Paulo Augusto Ferreira e Adauto Camelo de Sousa, respectivamente.
Durante os seus 90 anos de fundação já passou pelo trono de Salomão 26 Irmãos, conforme segue abaixo: João Batista Gizzi – 1920 a 1923 / 1924 a 1925 / 1926 a 1927 Antonio Francisco dos Santos Junior – 1923 a 1924 Horácio Pessoa – 1925 a 1926 / 1927 a 1928 / 1929 a 1934 / 1949 a 1951 Alfredo Othon Coêlho – 1928 a 1929 Lamberto de Oliveira Sales – 1934 a 1935 (Abateu colunas em 15.01.1935) João Batista Sena – 1948 a 1949 / 1951 a 1952 / 1953 a 1954 Antonio Façanha – 1952 a 1953 / 1954 a 1955 Raimundo de Sousa Cavalcante – 1955 a 1957 José Ximenes Soares – 1959 / 1967 / 1968 a 1974 Antonio Rodrigues Martins – 1974 a 1976 Mário Aguiar Coêlho – 1976 a 1978 Edilson Veras Coêlho – 1978 a 1980 Manoel Araujo Coutinho – 1980 a 1982 Aristóbulo Primo de Carvalho – 1982 a 1984 José Alencar Martins – 1984 a 1986 Antonio Correa da Silva – 1986 a 1988 Raimundo Euclides da Ponte – 1988 a 1990 Francisco Raimundo Lima Chaves – 1990 a 1991 Francisco Ricardo Pinto Neto – 1991 a 1992 Luis Silva Duarte – 1992 a 1994 Leude Rêgo de Carvalho – JUN a NOV de 1994 José Gildo Soares de Lima – 1994 a 2000 / 2005 a 2006 José Glaucio de Lima – 2000 a 2002 Paulo Augusto Ferreira – 2002 a 2004 Fabiano Fontenele Melo - 2004 a 2005 José Ubiratan Pimentel Fernandes – 2006 a 2008

quarta-feira, 14 de julho de 2010

Maçonaria cearense participa da XXXIX CMSB em Belém, no Pará

A maçonaria cearense está participando ativamente do evento. Pelo menos 110 maçons, dentre eles, Etevaldo Barcelos Fontenele, Grão Mestre da Grande Loja Maçônica do Estado do Ceará, fazem parte da comitiva. Vale destacar que esta comitiva está sendo considerada uma das maiores a participar do encontro.

segunda-feira, 5 de julho de 2010

Vinhos Maçônicos

CURIOSIDADE
A Grande Loja da Pensilvânia está a comercializar um vinho branco de 2004 com a marca Jachin, um vinho tinto do mesmo ano com a marca Boaz, cada um deles ao preço de 9,99 dólares a garrafa, e ainda um vinho de castas italianas do ano de 2002, ao preço de 14,99 dólares a garrafa, com a marca Regius Master's Blend. Do preço de cada garrafa, um dólar destina-se a ser entregue a um programa de solidariedade.

domingo, 4 de julho de 2010

Programação Completa DIAS 9 E 10 DE JULHO – SEXTA E SÁBADO Recepção das delegações. Credenciamento e inscrições: Centro de Convenções Hangar. 10 DE JULHO – SÁBADO 18h Saída dos Hotéis para o Centro de Convenções Hangar 19h Solenidade de Abertura Traje: Grão-Mestres: Rigor Maçônico com paramento Maçom: Rigor Maçônico sem paramentos. Convidados: Passeio completo 22h Coquetel de Confraternização Local: Hangar 1º Piso DIA 11 DE JULHO – DOMINGO 8h Saída dos Hotéis para o Centro de Convenções Hangar GRÃO-MESTRES Hangar Centro de Convenções Sala Pará 8h30 1ª Sessão Plenária – Sessão Preparatória 10h50 2ª Sessão Plenária. SEMINÁRIOS DOS GRANDES SECRETÁRIOS DE RELAÇÕES EXTERIORES Hangar Centro de Convenções Salão Marajó II 8h30 1ª Sessão Plenária. 10h50 2ª Sessão Plenária SEMINARIOS PARALELOS 8h30 Palestra conjunta Tema: Amazônia sem desmatamentos e queimadas: um horizonte possível? Palestrante: Dr. Alfredo Kingo Oyama Homma 9h30 Palestra Conjunta Tema: “Família – Apertando laços e desatando nós” Palestrante: Dr. Alberto Almeida 10h50 Tema: Ritualística. Palestrante: PGM.'. Washington Lucena Rodrigues -GLEPA Evento exclusivo para Maçons DIA 12 DE JULHO – SEGUNDA-FEIRA 8h Saída dos Hotéis para o Centro de Convenções Hangar GRÃO-MESTRES Hangar Centro de Convenções Sala Pará 8h30 3ª Sessão Plenária 10h50 4ª Sessão Plenária (Continuação) 14h 5ª Sessão Plenária SEMINÁRIOS DOS GRANDES SECRETÁRIOS DE RELAÇÕES EXTERIORES Hangar Centro de Convenções Salão Marajó II 8h30 3ª Sessão Plenária. 10h50 4ª Sessão Plenária APRESENTAÇÃO E DEBATES – TESES Hangar Centro de Convenções Salão Marajó 8h30 Início dos Trabalhos 10h50 Continuação dos Trabalhos SEMINÁRIOS PARALELOS Hangar Centro de Convenções Auditório 8h30 Palestra Conjunta Tema: Cidadania e Maturidade Social Palestrante: Ir.'. Túlio Roberto Cei. - GLEPA 9h30 Palestra Conjunta Tema: Segurança Nacional da Amazônia Palestrante: Gal. Ex. Augusto Heleno 10h50 Tema: A Ética Maçônica na Sociedade Contemporânea. Palestrante: Ir.'. Océlio Moraes - GLEPA Evento exclusivo para Maçons DIA 14 DE JULHO – QUARTA-FEIRA 8h Saída dos Hotéis para o Centro de Convenções Hangar GRÃO-MESTRES Hangar Centro de Convenções Sala Pará 8h30 6ª Sessão Plenária 10h50 7ª Sessão Plenária 14h30 8ª Sessão Plenária SEMINÁRIOS DOS GRANDES SECRETÁRIOS DE RELAÇÕES EXTERIORES Hangar Centro de Convenções Salão Marajó II 8h30 5ª Sessão Plenária. 10h50 6ª Sessão Plenária. APRESENTAÇÃO E DEBATES – TESES Hangar Centro de Convenções Salão Marajó 8h30 Inicio dos Trabalhos 10h50 Continuação dos Trabalhos SEMINÁRIOS PARALELOS Hangar Centro de Convenções Auditório 8h30 Palestra Conjunta Tema: A Família e Sociedade Palestrante: Dra. Célia Filocreão – (Promotora de Justiça) 9h30 Tema: Maçonaria Ontem e Hoje Palestrante: PGM.'.-Ir.'. Alberto Godin Hermes - GLEPA. Evento exclusivo para Maçons 10h50 Tema: Questões Jurídicas nas Atividades Maçônicas Palestrante: I.'. Ademar de Souza Freitas - GLEMS Evento exclusivo para Maçons DIA 15 DE JULHO – QUINTA-FEIRA GRÃO-MESTRES Hangar Centro de Convenções Sala Pará 8h30 9ª Sessão Plenária 10h50 10ª Sessão Plenária SEMINÁRIOS DOS GRANDES SECRETÁRIOS DE RELAÇÕES EXTERIORES Hangar Centro de Convenções Salão Marajó II 8h30 3ª Sessão Plenária. 10h50 4ª Sessão Plenária (Continuação). APRESENTAÇÃO E DEBATES – TESES Hangar Centro de Convenções Salão Marajó 8h30 Apreciação e votação do Relatório do Seminário dos Grandes Secretários de Relações Exteriores. SEMINÁRIOS PARALELOS Hangar Centro de Convenções Auditório 8h30 Tema: Reinserção da Maçonaria no Poder Palestrante: Ir.'. Ricardo Albuquerque - GLEPA Evento exclusivo para Maçons 9h30 Tema: Inicio da Maçonaria e do Rito Escocês Palestrante: PGM.'. Wilson Filomêno -GMSC Evento exclusivo para Maçons 10h50 Tema: Modernização da Maçonaria – Novos Tempos Palestrante: PGM.'. Luiz Saraiva Corrêa - GLEAC Evento exclusivo para Maçons PROGRAMAÇÃO SOCIAL DIA 09 E 10 DE JULHO – SEXTA E SÁBADO 19h Solenidade de Abertura. Traje: Maçom- Rigor Maçônico sem parâmetros. Grão – Mestres: Rigor Maçônico com parâmetros. Convidados: Passeio Completo. 22h Coquetel de confraternização Local: Hangar 1º piso DIA 11 DE JULHO – DOMINGO 15h Saída dos hotéis para o encontro das cunhadas. Evento exclusivo para Cunhadas Local: Estação das Docas. 19h Saída para recepção pelas Lojas da Glepa às comitivas visitantes. DIA 12 DE JULHO – SEGUNDA-FEIRA 12h Reunião das Esposas de Grão – Mestres. Local: Magal das Garças 20h Local: Teatro da Paz. Peça: Ver de Ver-o-Peso DIA 13 DE JULHO – TERÇA-FEIRA 8h30 City Tour: - Cultural - Histórico - Ecológico 13h Almoço (Crurrascaria) Noite Livre Sugestões: Estação da Docas, Casa das Onze Janelas, Mangal das Garças, Parque da Residência. Clique aqui para mais Informações DIA 14 DE JULHO – QUARTA-FEIRA 19h Saída dos Hotéis para Noite Sabor da Terra, com jantar típico. Local: Assembléia Paraense Traje: Esporte Fino DIA 15 DE JULHO – QUINTA-FEIRA Manhã Livre Exclusiva para Cunhadas Clique aqui e conheça os passeios disponíveis 19h Saída para o Baile de Encerramento da XXXIX CMSB. Local: Assembléia Paraense. Traje: Grão-Mestres: Rigor Maçônico sem paramento Maçom: Paseio completo Convidados: Passeio completo DIA 16 DE JULHO – SEXTA-FEIRA DESPEDIDA DAS DELEGAÇÕES. Palestrante: Dr. Alfredo Kingo Oyama Homma (Doutor em Agronomia – Universidade Federal de Viçosa – MG) Tema: Amazônia sem desmatamentos e queimadas: um horizonte possível? Palestrante: Gal. Ex. Augusto Heleno (General do Exercito) Tema: Segurança Nacional da Amazônia Palestrante: PG.'. Washington Lucena Rodrigues - GLEPA. (Past Grão - Mestre) Tema: Ritualistica Palestrante: Ir.'. Túlio Roberto Cei - GLEPA. (Engenheiro e Mestre Instalado) Tema: Cidadania e Maturidade Social Palestrante: Dr. Alberto Almeida (Médico Homeopata com formação em Terapia regressiva e vivências passadas). Tema: “Família – Apertando laços e desatando nós” Palestrante: Ir.'.Océlio Moraes (Juiz Federal do Trabalho; (Doutor em Direito Previdenciário pela PUC-SP). Tema: A Ética Maçônica na Sociedade Contemporânea. Palestrante: Dra. Célia Filocreão (Promotora de Justiça) Tema: Família Palestrante: I.'. Ademar de Souza Freitas - GLEMS Juiz Federal do TRT 24º Região – Mato Grosso do Sul Tema: Questões Jurídicas nas Atividades Maçônicas Palestrante: PGM.'.-Ir.'. Alberto Godin Hermes-GLEPA. (Past Grão - Mestre) Tema: Maçonaria ontem e hoje Palestrante: Ir.'. Ricardo Albuquerque (Procurador de Justiça)-GLEPA Tema: Reinserção da Maçonaria no Poder Palestrante: PGM.'. Wilson Filomêno (Past Grão - Mestre) - GMSC Tema: Inicio da Maçonaria e do Rito Escocês Palestrante: PGM.'. Luiz Saraiva Corrêa (Past Grão – Mestre)-GLEAC Tema: Modernização da Maçonaria – Novos Tempos

terça-feira, 29 de junho de 2010

Loja Deus e Camocim comemora o arraial dos 90 anos

A LOJA MAÇÔNICA DEUS E CAMOCIM Nº 1, comemorou mais uma noitada junina que levou o nome de Arraial de São João dos 90 anos, que faz parte do calendário em comemoração aos 90 anos da Deus e Camocim. Como sempre a festa foi realizada ao lado da Loja Maçônica, que estava ornamentada com bandeirinhas e outros ornamentos nas cores verde e amarelo em alusão a seleção brasileira, e contou com a presença maçica dos Irmãos, Cunhadas, Sobrinhos e Convidados, o que foi motivo de felicidade para todos que fazem a Loja Maçônica Camocinense. Os presentes puderam saborear deliciosas comidas típicas, tais como: paçoca, baião de dois, vatapá, e um ótimo churrasco com um cardápio bem variado de carnes, além de bolos de macaxeaira, batata e milho, também, não faltou o tradicional aluá. O arraiá foi animado ao som da Banda Forró Desenrolado, liderado pelo conhecido Manuelzinho das Tapiocas, que tocou músicas juninas e forró pé de serra o que deixou todos animados pelo repertório apresentado. Mais uma vez o acedimento da fogueira ficou a cargo do Irmão Patrício. A festa seguiu até às 02:00h da madrugada de domingo. Veja abaixo algumas fotos de nossa festa:

terça-feira, 22 de junho de 2010

São João dos 90 anos

São João é tempo de festa Alegria, animação Onde o povo faz fogueira E já é uma tradição Vai ter comidas variadas, Pratos típicos da região. Quem gosta de diversão Com festa, muita alegria Veja quanta animação E você se contagia Convidamos todos os irmãos Que também traga a famia
Neste Sabado, dia 26 de junho, a Loja DEUS E CAMOCIM Nº 1, estará realizando mais um São João.
Vai ser as 21h ao lado da Maçonaria.
Em homenagem aos 90 anos da Loja Maçônica DEUS E CAMOCIM N° 1, que acontecerá no dia 28 de julho de 2010, nosso São João levará o nome de "São João dos 90 anos".
Convidamos a todos os irmãos, cunhadas e sobrinhos, a se fazerem presentes.

segunda-feira, 17 de maio de 2010

DEUS E CAMOCIM COMEMORA O DIA DAS MÃES COM PASSEIO

Vista panorâmica de Viçosa do Ceará

Os irmãos da Loja Maçônica DEUS E CAMOCIM N°1, estiveram nesse final de semana (15 e 16.05.10), na serra da Ibiapaba, em Viçosa do Ceará, juntamente com as esposas e filhos, onde foi comemorado o dia das mães. Com uma programação pré estabelecida, os irmãos e cunhadas, chegaram na Viçosa no sabado, onde conheceram o centro da cidade, como casarões centenário, praças e igreja tri-centenária Nossa Senhora da Assunção, que foi fundada no ano de 1695. A noite o encontro foi na Igreja do Céu, onde foi servido o jantar e todos puderam sentir o gostoso frio da serra da ibiapaba, e curtir o seresteiro Chico de Abreu. No domingo os irmãos e as cunhadas voltaram a visitar a Igreja Nossa Senhora da Assunção, onde participaram da missa matinal. Em seguida foi feito um City Tour, onde todos conheceram os principais pontos turistico de Viçosa do Ceará. Os irmãos e as cunhadas também tiveram a oportunidade de conhecer o prédio da Loja Maçônica DEUS E FAMÍLIA N° 137, na companhia do Venerável Mestre da Loja Irmão Olinto, da cunhada Conceição e do irmão Valdir, que recepcionaram os visitantes tanto no sabado como no domingo. Na Casa dos Licores do Sr. Alfredo Miranda, a receptividade ficou a cargo da Sra. Tereza (filha do casal Alfredo e Terezinha Miranda), que fez uma apresentação dos produtos fabricados pela família, e em seguida todos puderam degustar das inumeras variedades dos licores, doces, massas, não faltando a gostosissisma pinga serrana envelhecida em tonel de madeira. Ficando o licor "canela de cunhã" o mais apreciado pelos os irmãos pelo forte poder de ser afrodisíaco. Encerramos o nosso passeio na Igreja do Céu, com um almoço, onde as mães foram homenageadas com a mensagem do futuro Venerável, Francisco Alencar Martins, que em seguida passou a palavra ao Venerável José Glaucio de Lima, que falou aos presentes e em seguida distribui com as mães lembranças que foram doadas pela Secretária Municipal da Ação Social Sra. Socorro Cunha, e que foram confeccionadas pelas artesãs do Polo de Artesanato da própria cidade. Agradecemos o casal Miranda e Paizinha e todos os membros do grupo musical Vê Sampa, que gentilmente nos presentiaram, tocando e cantando samba e MPB, tendo deixado os irmãos e cunhadas encantados com a qualidade do repertório apresentado. ASSIM FOI O ENCONTRO EM HOMENAGEM AO DIA DAS MÃES DA LOJA MAÇÔNICA DEUS E CAMOCIM N° 1, NA CIDADE SERRANA DE VIÇOSA DO CEARÁ VEJA ABAIXO ALGUMAS FOTOS DO NOSSO ENCONTRO

domingo, 9 de maio de 2010

quinta-feira, 15 de abril de 2010

15 de Abril dia do aviador Euclides Pinto Martins

Euclides Pinto Martins nasceu em Camocim, no Ceará, a 15 de abril de 1892. Entretanto, só foi batizado três meses depois, (28 de julho de 1892), na Igreja Matriz de Macau, Rio Grande do Norte. O fato ocorreu porque seu pai, Antônio Pinto Martins, natural de Mossoró, naquele estado, foi convidado para representar a Companhia de Salinas Mossoró Assú, em Macau. Por isso, Pinto Martins foi batizado na Matriz de Macau e registrado no Cartório Civil daquela cidade. Sua mãe chamava-se Dona Maria Araújo do Carmo Martins e dedicou-lhe muito amor e carinho. Euclides era um menino bem criado e de inteligência incomum. Aos cinco anos, (1897) já começava a estudar na escola pública local. Três anos depois, (agosto de 1900), seus pais se mudaram para Natal e o jovem teve que continuar seus estudos primários no Colégio Americano, conhecido como Colégio das Capas Verdes. Em 1903, já com 11 anos, se transferiu para o Colégio Atheneu Norte Rio Grandense e, paralelamente, ingressou num curso noturno de náutica. Observem aí, o seu gosto pelas viagens e aventuras. Quatro anos mais tarde, (1907), embarcou no navio "Maranhão" saindo no ano seguinte, para ser segundo piloto do navio "Pará". Infelizmente, um acidente de bordo interrompeu esta rápida carreira naval e, Euclides, com problemas na carótida, desembarcou em Natal sendo aconselhado pelos médicos a abandonar a carreira. No início de 1909, seu pai mandou-o para os EUA com US$300,00 e uma recomendação para que uma empresa de amigos lhe repassasse uma certa quantia mensal para sua manutenção. Euclides não perdera tempo, matriculou-se no "Drexell Institute" na Filadélfia onde, três anos depois se formaria em Engenharia Mecânica. (1911). Além de estudar, Pinto Martins trabalhava como estagiário na "Baldwin Locomotive", uma fábrica de vagões. Ali, o jovem aprendeu a falar inglês rapidamente e se inseriu na sociedade local, conquistou uma namorada e se casou com a Srta. Gertrudes Mc Mullan. Nosso herói regressou ao Brasil logo após a formatura, (1911) desembarcou do navio "Booth Line", em Fortaleza. Convidado por seu pai, viajou para Natal, onde passou a trabalhar como engenheiro na "Inspetoria Federal de Obras Contra a Seca" e na Estrada de Ferro. Como seu pai era maçom, Euclides Pinto Martins acompanhou-o e ingressou na loja maçônica "21 de Março". Em Natal - Rio Grande do Norte, nasceu em 1914 sua primeira filha: Ceres, que viria a morrer, tragicamente, aos 31 anos de idade num acidente de avião em Porto Rico, com seu marido. A vida de Euclides Pinto Martins foi marcada por constantes viagens e mudanças. No final da 1º Grande Guerra, (1917) ele se mudou para Recife onde viveu por 2 anos. Ali, ingressou na Loja "Segredo e Amor" (Loja Maçônica). A maçonaria foi outro fato marcante na vida de Pinto Martins. Em 1918, faleceu sua jovem mulher e Euclides, muito sentido, retornou aos EUA. Apesar da dor da perda, acalentava no peito o desejo de uma grande aventura entre o Brasil e EUA. Procurou parcerias e acabou se associando a Ladislau do Rego, que juntos, compraram um navio com a idéia de criar, no Brasil, uma companhia de navegação de cabotagem. Lamentavelmente, o negócio não deu certo, pois o navio afundou... Euclides permaneceu na América, enquanto seu sócio neste negócio fracassado, voltou ao Brasil terminando assim, sua primeira tentativa de fazer algo grandioso. Euclides não esmoreceu, casou-se novamente com uma americana Adelaide Sulivan. Adelaide era advogada e doze anos mais velha que seu marido, tendo lhe dado em 1920, uma filha: Adelaide Lillian. O Avião Euclides Pinto Martins não se conformou apenas com a navegação marítima. Colocou seu foco na aviação que se desenvolvia de forma espetacular por causa da guerra. Como parte desta idéia, Euclides entrou num curso de aviação e conseguiu o "brevet" de piloto em 1921. Com sua entrada no meio aeronáutico, conheceu um veterano na área: Walter Hilton, instrutor de vôo na Flórida. Com este novo amigo e a afinidade de idéias, Euclides resolveu confidenciar a respeito de um velho sonho: Atravessar o Atlântico numa viagem de avião Nova Iorque-Rio de Janeiro desbravando assim, essa rota aérea. A idéia encontrou eco na mente de seu colega e, juntos, começaram a trabalhar. Lutaram com força de vontade e, finalmente, conseguiram um banqueiro: Andrew Smith Jr. que asseguraria verbas para o atrevido projeto. Assim, contrataram da Fábrica Curtis um hidroavião biplano com 28 metros de envergadura e dois motores "liberty" de 400 hp, cada. A máquina voadora pesava oito mil quilos! Depois do avião pronto decidiram batizá-lo de "Sampaio Corrêa" em homenagem ao Senador e Presidente do Aeroclube do Rio de Janeiro. Tudo pronto, avião novinho em folha! A tripulação: Piloto Walter Hinton, co-piloto - Euclides Pinto Martins, mecânico de bordo - Jonh Edward Wilshusen da Fábrica Curtiss e para retratar a travessia George Thomas Bye, jornalista do "New York Word" e o cinegrafista John Thomas Baltzel da Pathé News. A Viagem O hidroavião com sua equipe deveria decolar no dia 16/08/1922, mas ao colocá-lo no Rio Hudson, houve uma pequena avaria na asa esquerda, adiando então sua partida. Por fim, no dia 17 de agosto de 1922, decolou do estuário do Hudson o majestoso "Sampaio Corrêa", aplaudidos por milhares de pessoas! A meteorologia que iniciava seus estudos, previa riscos de tempestades mas a equipe, afoita, não se importou e decolou sumindo no horizonte, assistidos das margens do Rio Hudson entre as ilhas de Manhatam e New Jersey. Vamos ver o depoimento da "Revista Semana" do Rio de Janeiro, sobre a decolagem: " A Doca do North River, diante da Rua 86, parecia mais um formigueiro humano. Mais de um milhão de pessoas havia se aglomerado de encontro ao cais com os olhos fixos no grande pássaro mecânico. O hidroavião Sampaio Corrêa, pintado de novo, ostentava nos flancos as bandeiras consteladas das duas grandes repúblicas irmãs. Às 15:00 horas contadas uma por uma nos relógios da cidade, os possantes motores começaram a roncar soturnamente. Com quatro ou cinco manobras hábeis o aparelho movia-se, evoluía entre embarcações apinhadas de gente, procurando a parte mais ampla e livre do rio. Houve então um prodígio. Erguendo-se daquele milhão de almas em desatino, dez talvez cem milhões de vivas atroaram os ares. Concentraram-se neles, durante largo tempo, todos os rumores da metrópole tumultuosa e fervilhante. Nova Iorque que palpitou naquele brado, partido daquelas bocas de todas as idades, de todos os feitios, de todas as condições. A verdade é que, apesar de saberem estar na época de grandes temporais, nossos afoitos aventureiros, se atreveram a iniciar a viagem. Neste mesmo dia, 17 de agosto, o avião foi obrigado a pousar em Nanten, por causa de um forte temporal. Pernoitaram ali, e decolaram de manhã com destino a Southport, onde chegaram dia 19/08. Prosseguiram viagem e dia 20 chegaram em Charlston, sem dificuldades. Reiniciaram a viagem e tiveram que pousar em West Palm Beach devido a outro temporal. Partiram dia 21 às 11:00 horas e amerissaram em Nassau, onde pernoitaram, seguindo de manhã com destino a Porto Príncipe no Haiti. Neste trecho foram surpreendidos por forte borrasca, perderam altitude e caíram no mar por volta das 20:00 horas, ao leste da ilha de Cuba, além do Cabo Maisi. As coisas nesta noite ficaram pretas! Nossos aventureiros estavam em pleno Atlântico, escuridão total, riscos de tubarões e afogamento. Felizmente, não ficaram feridos na queda. O "Sampaio Corrêa" ainda flutuava e eles localizaram as pistolas sinalizadoras, encontradas com dificuldades no escuro. Assim os fogos de artifícios iluminaram os céus do oceano, naquela noite, num desesperado pedido de socorro! Lamentavelmente, estes sinais não foram vistos... A situação tendia a complicar, pois no avião entrava água por buracos feito pela colisão com o mar. Foi neste clima de preocupação, que Pinto Martins com seus bons conhecimentos de náutica, lembrou-se que tinham uma lanterna grande, a qual achou numa parte do avião, ainda seca. O jovem intrépido subiu no nariz da nave naufragando e passou a fazer sinais luminosos de socorro. Não demorou muito, pois perto dali, a Canhoneira da Marinha Americana "Denver", viu os sinais luminosos e apitou, seguindo em socorro dos náufragos. Foram feitas tentativas, em vão, de rebocar o "Sampaio Corrêa" que acabou indo para o fundo do mar sob os olhares tristes de nossos aventureiros... O próprio Pinto Martins deu a seguinte declaração ao Jornal do Brasil: "...sendo piores possíveis as condições atmosféricas, os aparelhos de altitude perderam a precisão. Reinava forte cerração e quando acreditávamos estar muito acima do nível das águas, nela batemos com violência. Com a força do choque o aparelho furou e foi invadido pela água..." Avião perdido. Os náufragos foram levados para a Base Naval de Guantânamo, em Cuba. Pinto Martins e seus amigos não enfraqueceram, continuaram com a idéia de provar que uma rota aérea ligando as Américas (norte e sul) era viável. Assim, acabaram conseguindo que o Jornal "The New York Word" lhes dessem um outro avião para continuação da viagem. Viajaram para Flórida, Escola Naval de Pensacola, onde outro avião adquirido pelo Jornal os esperava. Era um hidroavião com seis anos de uso, que pertencera a Base. Graças a esta doação, em 04 de Setembro do mesmo ano, em São Petersburgo, na Flórida receberam a nave e batizaram-na de Sampaio Corrêa II. Nossos aventureiros continuavam afoitos e logo decolaram da Flórida, pousando em Porto Príncipe no Haiti em 07/09. Ali, com problemas no sistema de refrigeração do avião ficaram 30 dias parados, até que peças de reposição chegassem de navio dos EUA. Aos sete dias do mês de outubro, decolam novamente com destino a São Domingos, República Domenicana, onde pernoitam, seguindo para Porto Rico. Continuaram a viagem, chegando em Guadalupe e partiram para Martinica onde pousaram em 12 de outubro. Avião no ar novamente, com muitas dificuldades causadas por chuvas, chegam em Port Spain, Trindad e Tobago, dia 15 de outubro. Ali, perderam mais 30 dias com troca de hélices e outros consertos. Em 21 de novembro, decolam para Georgetown na Guiana Inglesa, dali para Paramaribo, Guiana Holandesa, Caiena , Guiana Francesa e, finalmente em 1º de Dezembro, pousam no Brasil, Estado do Pará, no Rio Cunani, ao norte da foz do Rio Amazonas. Os rapazes ávidos por aventuras e estas não faltavam, prosseguem para a Ilha de Maracá, Belém, e Bragança onde obrigados por um temporal pousam no Rio Caeté. Passaram três dias em Bragança seguido viagem para São Luis. Às 12:00 horas do dia 14 de Dezembro, o Sampaio Correia desce na Baia de São Marcos desembarcando na ilha de São Luis, no Maranhão, dia 14, onde ficaram até dia 19. Finalmente, quatro horas e meia depois da decolagem, (dia 19 de Dezembro) pousam em Camocim, terra natal de Pinto Martins. Depois das muitas já conhecidas homenagens, partem no dia seguinte para Aracati, sem pousar em Fortaleza por dificuldades de amerissagem nas águas agitadas da enseada do Mucuripe. Pernoitaram em Aracati e voaram para Natal onde dormiram um sono reparador. Logo bem cedinho, decolavam em direção ao sul. Mal viajaram 50 milhas quando o motor de bombordo apresentou um problema. Estavam sobrevoando ainda o território Potiguar, perto de Conguaretama, Bahia Formosa, e uma grave pane no motor esquerdo que forçou-os a amerissar na citada Baía. Analisado o motor descobriram que algumas engrenagens estavam irremediavelmente danificadas e tinham que ser substituídas. Só conseguiram o conserto das peças em Pernambuco, mais exatamente em Recife. Pinto Martins, que havia viajado para resolver o problema retornou, dias depois, com as peças para reparar o motor. Foi com muita dificuldades que decolaram de Bahia Formosa, rumo a Recife. Nova pane os forçou descer em Cabedelo, sendo que desta vez a coisa era bem pior. A viagem quase terminou por ali, não fosse o Comandante da Aviação Naval, Capitão de Mar e Guerra, Protógenes Guimarães que, vendo a situação desesperadora dos viajantes com o motor irrecuperavelmente danificado, doou-lhes um novo! Esta simpática doação possibilitou a continuação da viagem. O futuro mostraria que este Comandante teria pela frente uma bela carreira e chegaria a ser Ministro da Marinha. Trocado o malfadado motor, eles decolam de Cabedelo e pousam no Recife. Ali, como em todos os lugares que pararam, foram muito bem recebidos, com festas, visita ao Governador enfim, todas as honrarias de heróis. Euclides, em Recife, teve a alegria de abraçar seu pai e suas duas irmãs, Abgail e Carmen. Daí para frente, a viagem seria tranqüila pois estavam no nordeste e a possibilidade de mal tempo era mínima. Ficaram em Recife por 3 dias e seguiram viagem às 11:00 horas rumo as Alagoas, pousando em Maceió onde permaneceram até o dia seguinte. Dali até Salvador, após as festas costumeiras, foram apenas 3 horas e 50 minutos. Na capital baiana, as festas e homenagens foram muitas. Autoridades diversas, inclusive o Cônsul Americano que prestigiou as cerimônias de saudações aos conquistadores da travessia! Partiram no final da semana, 04 de fevereiro, às 12:55 pousando em Porto Seguro às 16:30h. Após reabastecer o avião e tendo tido uma noite tranqüila, partem de manhã, 8:50h para Vitória no Espírito Santo. Eram 12 horas e 12 minutos quando tem inícios as festividades de recepção aos "viajores" do ar! A Chegada Faltava pouco para a chegada ao Rio de Janeiro e era necessário programar pois, uma esquadrilha da Aviação Naval, planejava escolta-los ao local da chegada!! Autoridades estariam presentes, afinal seria a grande conquista de uma rota que viria a ser explorada, no porvir, por grandes empresas de aviação mundial!! Partiram, ansiosos, às 12:30 h., com destino a Cabo Frio e depois Rio de Janeiro! Amerissaram em Cabo Frio às 15:15 horas em 7 de fevereiro onde pernoitaram. Às 10:35 h. decolaram voando sobre Araruama, Saquarema, Maricá e demais localidades costeiras fluminenses. Finalmente, às 11:32 horas do dia 8 de fevereiro de 1923. o avião é avistado sobrevoando a Baía da Guanabara! Ao pousar foram recebidos na lancha "Independência" do Ministério da Marinha onde o primeiro a ser abraçado pelo Senador Sampaio Correia foi Pinto Martins seguido por Hilton, o piloto, George Thomas, o jornalista e por fim o cinegrafista, John Thomas que, afinal, filmava o evento!! Vários dias de festas e glórias aconteceram no Rio de Janeiro. Sua Morte Apesar de tantas glórias, Euclides Pinto Martins teve muitas dificuldades conseqüentes de suas aventuras. Dívidas adquiridas precisavam ser pagas. Após o "Raid", a fama e a glória, ele sentia o peso de ser um homem comum e com pouco dinheiro. Sua mulher se recusava a morar no Brasil e entrara com a ação e divórcio. Estava sendo pressionado para pagar o dinheiro emprestado para financiar o evento (U$19.000). Foi neste clima que, tristemente, encontraram Pinto Martins morto em seu quarto com um tiro na cabeça vitimado talvez por uma crise de depressão. Era o dia 12 de abril de 1924, pouco mais de um ano depois de tão glorioso feito.[ Nada mais se sabe a respeito de sua morte dada oficialmente como suicídio. Em profundo respeito a este grande conquistador nos limitaremos a reproduzir as palavras de seu pai sobre seu desaparecimento: "Está provado que ele chegou a este estado de desespero levado por privações muito cruéis... Sua morte foi conseqüência da dignidade e altivez de seu caráter. .." Nossos profundos respeitos, aviador!!! HOMENAGEM DA LOJA MAÇÔNICA DEUS E CAMOCIM AO IRMÃO AVIADOR PINTO MARTINS.

segunda-feira, 8 de março de 2010

Homenagem as Mulheres

Mulher… Que traz beleza e luz aos dias mais difíceis Que divide sua alma em duas Para carregar tamanha sensibilidade e força Que ganha o mundo com sua coragem Que traz paixão no olhar Mulher, Que luta pelos seus ideais, Que dá a vida pela sua família
Mulher Que ama incondicionalmente Que se arruma, se perfuma Que vence o cansaço Mulher, Que chora e que ri Mulher que sonha… Tantas Mulheres, belezas únicas, vivas, Cheias de mistérios e encanto! Mulheres que deveriam ser lembradas, amadas, admiradas todos os dias… Para você, Mulher tão especial… Feliz Dia Internacional da Mulher!
Homenagem da ARLS DEUS E CAMOCIM N° 1, a todas as mulheres. Parabéns cunhadas!

segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

O IDIOTA

Do Ir.: Julio Reis

Conta-se que numa cidade do interior um grupo de pessoas se divertia com o idiota da aldeia.

Um pobre coitado, de pouca inteligência, vivia de pequenos biscates e esmolas. Diariamente eles chamavam o idiota ao bar onde se reuniam e ofereciam a ele a escolha entre duas moedas: uma grande de 400 REIS e outra menor, de 2.000 REIS.

Ele sempre escolhia a maior e menos valiosa, o que era motivo de risos para todos. Certo dia, um dos membros do grupo chamou-o e lhe perguntou se ainda não havia percebido que a moeda maior valia menos. 'Eu sei' - respondeu o tolo assim: 'Ela vale cinco vezes menos, mas no dia que eu escolher a outra, a brincadeira acaba e não vou mais ganhar minha moeda'. Pode-se tirar várias conclusões dessa pequena narrativa.

A primeira: Quem parece idiota, nem sempre é. A segunda: Quais eram os verdadeiros idiotas da história? A terceira: Se você for ganancioso, acaba estragando sua fonte de renda. Mas a conclusão mais interessante é: A percepção de que podemos estar bem, mesmo quando os outros não têm uma boa opinião a nosso respeito. Portanto, o que importa não é o que pensam de nós, mas sim, quem realmente somos. 'O maior prazer de uma pessoa inteligente é bancar o idiota, diante de um idiota que banca o inteligente'.